Superstições sobre casamento que você deve conhecer

A cerimônia do casamento é um momento cercado de muita emoção, tradição e superstição. A forma de comemorar o casamento, local e estilo da festa podem variar bastante, mas os rituais e superstições mantém-se com o passar dos anos.

Entrar com o pé direito na igreja, jogar arroz nos noivos, casar vestida de branco, dentre tantas outras, são conjuntos de superstições de casamentos que vem resistindo por anos e seguidas à risca por vários casais. Muitas vezes, nem sabemos de onde vem ou quando surgiram, mas o fato é que alimentamos a ideia de que essas tradições podem trazer sorte ou azar ao casamento. Na dúvida, seguimos sem erros algumas tradições para garantir a magia da cerimônia.

Vamos conhecer alguns dos rituais mais comuns e seus significados:

O noivo não deve ver a noiva antes da cerimônia – talvez esse seja um dos rituais mais antigos e que toda noiva segue. A tradição diz que esse ritual vem da época em que os casamentos eram arranjados entre as famílias e o noivo não deveria conhecer a noiva até o dia da cerimônia  para evitar um arrependimento de última hora.

A gravata do noivo deve estar reta – acredita-se que, se a gravata estivesse torta, o noivo seria infiel. Reza a lenda que alguns homens se encontravam com outras mulheres antes do casamento e chegavam na cerimônia com a gravata desalinhada.

O vestido da noiva – na nossa cultura dizemos que deve ser branco, para simbolizar a pureza e virtude da mulher. Deve-se também colocar o nome das amigas solteiras na barra do vestido para que elas sejam as próximas a se casarem.

Chuva de arroz ao sair da cerimônia – esse é um ritual que simboliza vida próspera, farta e fértil para o novo casal. Hoje, o arroz já é substituído por papéis coloridos, bolinhas de sabão, pétalas de rosas e outras opções de acordo com a criatividade do casal.

A noiva não deve usar pérolas – as pérolas representam lágrimas ao longo do casamento.

Algo novo, algo velho, algo emprestado e algo azul – este ritual é oriundo da Idade Média, onde acreditava-se que usar algo novo simbolizava o início de uma nova etapa. O acessório velho representava a vida da noiva até o momento do casamento. Algo emprestado demonstra amizade e confiança. A peça azul simboliza a fidelidade dos noivos. Essa é uma das tradições mais simbólicas e bonitas.

Ruídos e músicas contra os maus espíritos – existem costumes antigos onde caravanas de músicas acompanhavam os noivos após a cerimônia.  Costumamos ver esse ritual na colocação de latas na parte de trás do carro que leva os noivos para a festa. Acredita-se que o barulho espanta a má sorte e os maus espíritos.

Começar com o pé direito – pisar na igreja com o pé direito ao caminhar até o altar assegura uma vida a dois sem obstáculos e feliz.

Jogar o buquê – tradição importante para as convidadas solteiras, afinal, quem pegar o buquê será a próxima a casar.

Bolo de casamento – o primeiro pedaço do bolo deve ser cortado pelos noivos de mãos unidas para garantir uma vida de união e partilha. Deve-se guardar um pedaço desse mesmo bolo para comerem juntos ao celebrarem o primeiro ano de casados e as solteiras de plantão devem dormir com um pedaço do bolo do casamento debaixo do travesseiro para sonharem com o futuro marido.

Carregar a noiva no colo ao entrar na casa nova – essa tradição evita que a noiva tropece no vestido ao entrar em casa e também espanta os maus espíritos dos recém-casados.

Choro e chuva – haver chuva no dia do casamento representa limpeza, esperança, fertilidade e um bom início de vida para o casal. Caso a cerimônia seja interrompida por uma chuva muito forte, o casal terá o primeiro filho dentro de nove meses.

O choro da noiva – chorar no dia da cerimônia atrai sorte, simbolizando que todas as lágrimas foram derramadas até aquele momento e o casal não voltará a chorar em todo o tempo do seu casamento.

A escolha do dia da semana para casar – tradicionalmente, o sábado é o dia mais escolhido para a celebração do casamento, mas há quem acredite nos significados para cada dia da semana: segunda-feira traz boa saúde, terça-feira é riqueza segura, quarta-feira é propícia para bons momentos, quinta-feira abre os caminhos, sexta-feira venera o amor sublime.

A posição da noiva ao lado esquerdo do noivo – isso acontece na cerimônia cristã porque, em tempos passados, o noivo precisava de sua mão direita livre para lutar com outros pretendentes.

Não se deve varrer o pé de uma pessoa – tradição bem brasileira que diz que, se varrer o pé de alguém, a pessoa não casa. Melhor não duvidar.

Presentear os noivos com facas – representa mau agouro.  Simboliza que os laços dos noivos serão cortados.

O beijo – no final da cerimônia, o beijo vai além da tradição. Representa a união, sela o casamento e o amor.

Acreditar ou não nessas superstições é algo muito pessoal e não definirá a felicidade ou não de uma união. Onde o amor existe, os rituais e crendices perdem a força. E você? Tem alguma tradição pessoal? Acredita em superstições? Não importa. O que vale é uma cerimônia baseada no amor e na verdade do casal.

Orçamento pelo WhatsApp